Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘entretenimento’

A loja Chanel, no SoHo, reabriu semana passada (dia 09/09), um dia antes do evento mundialmente badalado Fashion’s Night Out (10/09). Depois de cinco meses fechada para reformas, a loja abre novamente suas portas aproveitando a passagem de Karl “Kaiser” Lagerfeld por Nova Iorque, onde recebeu o prêmio Fashion Visionary Award do Couture Council.

Poster anunciando a reabertura da loja do SoHo

Com a colaboração do parceiro de longa data da marca, Peter Marino (também responsável pela maravilhosa flagship store da Louis Vuitton em Londres, que mencionamos aqui), a nova loja-galeria apresenta os tradicionais produtos Chanel (alguns deles exclusivamente vendidos só nessa loja), além de trabalhos dos artistas Alan Rath, Gregor Hildebrandt e Robert Greene, num verdadeiro mix entre moda, arte e entretenimento no ponto-de venda.

Visão parcial do interior da loja Chanel no SoHo, projeto de Peter Marino

É fundamental destacarmos que a associação moda-arte é uma excelente forma de posicionar os produtos de luxo no inconsciente dos consumidores como “pequenas obras primas”, o que reforça a idéia de exclusividade e, de certa forma, ajuda a justificar os altíssimos preços dos produtos à venda. Além disso, como já comentamos tantas vezes, não existem mais, pelo menos no exterior, espaços comerciais que sejam apenas pontos-de-venda de produtos. Ninguém mais quer sair de casa apenas para comprar. Os consumidores querem diversão e interação, afinal se for para comprar um produto sem emoção, é mais fácil fazê-lo via internet (e com Net-a-Porter, além das lojas virtuais das próprias marcas de luxo, isso não é mais um problema).

Uma das principais atrações da loja, além das linhas exclusivas de produtos e obras de arte, é um imenso frasco de Chanel No.5, com mais de 3 metros de altura, todo feito em acrílico e iluminado com LED, onde os clientes poderão ver as imagens dos desfiles da Chanel em Paris, além de video art do multitalentoso Karl Lagerfeld.

Tela de plasma? Isso é para lojas comuns. Na Chanel os desfiles e video art são transmitidas num frasco de Chanel No.5

Sempre adoramos como a marca Chanel é gerenciada, com ênfase em sua própria história, símbolos e ícones, misturando com perfeição tradição e contemporaneidade, o que confere vida nova a produtos que estão no mercado há muitos anos, como o perfume Chanel No.5. Muitas são as histórias e mitos sobre o lançamento do perfume e seu frasco, o que, diga-se de passagem, é outra característica de Chanel: toda sua trajetória é um verdadeiro mistério e nunca saberemos com certeza o que se esconde atrás de cada criação. Talvez por isso seja uma marca tão desejada e celebrada até hoje, com tantos fãs. 

Frascos do perfume Chanel No.5, na versão pop art de Andy Warhol

Tudo sobre a loja da Chanel no SoHo está aqui. E para entender melhor como o frasco de Chanel No.5 é importante para a história da marca e marca presença no inconsciente de seus consumidores, basta clicar aqui para ver imagens do lançamento inovador do perfume Eau Première, uma verdadeira experiência de marketing sensorial.

Fonte: Hint

Read Full Post »

Nós podemos apostar que você já ouviu falar em pop-up stores. NÃO?! Hum, então pode ser que este post ajude um pouco. A primeira vez que escutamos falar em pop-up retail (varejo pop-up) foi em 2004 (!!!), numa matéria sobre tendências do site Trendwatching .  O site, então, já apontava como tendência a manifestação temporária do varejo ao redor do mundo, pelos Estados Unidos e Europa.

A idéia era bem simples: se novos produtos vêm e vão, por que será que as lojas que os abrigam também não poderiam fazer o mesmo?  A versão pop-up de marcas consagradas acrescentou ao varejo tradicional uma bela dose de frescor, exclusividade e surpresa que tradicionalmente poderíamos apontar como características de galerias de arte (sempre abrigando trabalhos e mostras de novos artistas), teatros e, para citar um exemplo conhecido de todos, do Cirque du Soleil (que tem sempre um novo espetáculo na manga, com novos números e em diversas cidades ao redor do mundo).

Podemos dizer que são elementos da “tendência pop-up” a surpresa, o entretenimento, a “exclusividade para as massas” (que deve ser entendida como uma oportunidade dos consumidores, já acostumados a bens e serviços de alta qualidade, terem acesso a mais exclusividade e a um status diferenciado. Por exemplo, os lounges das companhias aéreas nos aeroportos se encaixam dentro dessa tendência.), o caráter temporário dos empreendimentos e a “espontaneidade planejada” (que soa contraditório, mas deve ser entendido como a vontade dos consumidores de tomar decisões espontanemente sobre o que fazer ou o que comprar, pois a única coisa que eles aparentam ter vontade de planejar é como ser espontâneos).

Nós, como boa parte dos consumidores e apaixonados por coisas bonitas e divertidas, adoramos uma flagship store e uma loja bem decorada e inovadora em seu interior, mas uma pop-store dá um toque cool e de agilidade à marca que a adota, sendo uma nova plataforma de comunicação com o público em geral (os já consumidores da marca e aqueles que ainda não a conhecem). Além disso, vários representantes do universo do e-commerce, como a Amazon, aderiram à tendência e abriram pop-up stores na época do Natal em Londres e Düsseldorf, ganhando uma bela parcela da atenção offline do público.

A marca mais lembrada quando o assunto é pop-up store é a Commes des Garçons, que abriu sua primeira loja temporária em Berlim, em março de 2004, com previsão para durar 1 ano, nem um dia a mais, nem um a menos. A loja ficou conhecida como Guerrilla Store  e se espalhou, sempre com um período de duração de 1 ano, por outros lugares do mundo: Los Angeles, Varsóvia, Colônia, Singapura, Atenas, Beirute, entre outras cidades ao redor do mundo.

O interior da Guerrilla Store em Varsóvia, que ficou instalada dentro de uma loja de frutas do período stalinista. Cool, very cool.

O mais interessante é que todas as lojas foram abertas em grandes e famosas cidades, mas sempre longe dos lugares mais badalados e em espaços inusitados (em Varsóvia, a pop-up store foi aberta numa mercearia do período stalinista), sempre com uma decoração realizada com orçamento limitado, o que não foi obstáculo para a realização de um belíssimo trabalho de visual merchandising, totalmente impressionante.

O cartaz anunciando a abertura da Guerrilla Store em Los Angeles

A Guerrilla Store de Los Angeles ficava num beco. Localização duvidosa para abrigar uma loja de uma marca de luxo, não?

Difícil acreditar que neste beco existia uma pop-up store, não? Prova de que a moda é território para quem tem gosto pela aventura!

Finalmente, uma pista de que a Guerrilla Store era realmente ali.Ufa!

O conceito usado pela Commes des Garçons deu aos consumidores algo que foi percebido como exclusivo, marcado pela sensação de descoberta e de aproveitar ao máximo enquanto for possível. Por outro lado, a marca usou o canal para introduzir rapidamente novos produtos ao redor do mundo.

O ambiente dentro da loja era mais animador, reforçando a sensação de descoberta, de ultrapassar um obstáculo e chegar ao prêmio prometido.

E que prêmio! Mesmo com um orçamento limitado, o visual merchandising da pop-store foi de tirar o fôlego (e muito mais interessante do que o interior de muita loja por aí)

Read Full Post »

Quem curte tatuagem já ouviu falar nesse estúdio, que fica em Los Angeles e ganhou fama quando sua carismática proprietária, a tatuadora Kat von D., estreiou o progarama L.A. Ink.

Kat é super talentosa e suas tattoos são verdadeiras obras de arte, mas o que nós amamos mesmo é o estúdio dela, conhecido como High Voltage Tattoo, que serviu de cenário para a série de TV.

A fachada do High Voltage Tattoo, em Los Angeles, faz mistério sobre o que acontece lá dentro...

Não sabemos ao certo qual é a história exata sobre a decoração do interior do estúdio, mas podemos dizer que ele é, de fato, um reflexo das paixões de Kat von D.: ícones religiosos, referências do universo do skate e do rock e muita, muita arte.

Muito rock'n'roll e shapes de skate pedurados nas paredes

Cortinas, cores fortes e escuras e móveis clássicos ajudam a dar um toque "dramático" e teatral ao estúdio

Kat misturou dentro de um só ambiente vários estilos, transformando o estúdio numa espécie de colagem da sua própria personalidade. Lá dentro vemos móveis clássicos ao lado de fotos de Beethoven (que é uma das personalidades que Kat mais admira), como se ele fosse um santo (reparem na foto que, ao lado do retrato do compositor, existem papéis que nos remetem aos pedidos feitos aos santos e, logo abaixo dele, velas gastas, que lembraram dos santuários construídos dentro das igrejas para alguns santos católicos).

O "santuário" em homenagem a Beethoven, compositor favorito de Kat von D

Mais uma vez vemos como é importante construir um ambiente de trabalho identificado com os valores da marca. Kat von D criou um microuniverso dentro do estúdio que envolve seus funcionários e seus clientes, além de ter tornado o lugar uma verdadeira atração turística. Quem não gostaria de ter uma foto num lugar como esse, hein?

O interior do estúdio, que mescla estilos e objetos diversos, criando uma atmosfera única

Quem procura o High Voltage Tattoo está em busca não apenas de um novo adorno corporal, mas de uma experiência. É quase como se o cliente pudesse mergulhar numa outra atmosfera por algumas horas, experimentar um pouquinho de um universo que mistura influências do mundo do rock com artistas boêmios, o que é uma super tendência dentro dos conceitos de merchandising visual (envolver seu cliente com entretenimento, para que ele veja o ponto de venda não apenas como um simples espaço comercial, mas como um lugar onde poderá encontrar outras informações e referências interessantes para sua vida).

E além de tudo isso, o estúdio ainda oferece entretenimento aos clientes e seus acompanhantes: dentro dele os apaixonados por skate podem treinar suas manobras numa pista e, para os mais “ousados”, há uma plataforma para praticar pole dance enquanto seu desenho fica pronto. Rock’n’Roll!!!

Fotos: High Voltage Tattoo

Read Full Post »