Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Facebook’

Que tal conhecer as atividades de artistas urbanos contemporâneos que deixam sua marca pelo mundo e interagir com eles em tempo real? Essa é a nova ação da Ballantine’s na sua fanpage no Facebook. Vídeos são divulgados através da página, mostrando os artistas em ação, como se estivéssemos vendo tudo através dos olhos deles. Ao mesmo tempo, os artistas interagem com os usuários que acompanham o processo, respondendo seus comentários ao vivo.

QR-Code tatuado que, quando escaneado pelo leitor, revela uma animação

Recentemente, dois exemplos muito legais foram divulgados. Otatuador francês K.A.R.L. tatuou o primeiro QR-Code no corpo de um amigo e transmitiu todo o processo ao vivo, interagindo com os fãs e respondendo seus comentários que eram feitos através da página no Facebook. O código tatuado realmente funcionou e, quando escaneado pelo leitor no smartphone, revelou uma animação muito legal (assista abaixo).

E preparem-se, porque no próximo projeto vocês poderão interagir com o grafiteiro 45 R.P.M. (assistam ao teaser abaixo, curtam a fanpage no Facebook e participem!) na criação de uma obra. A ação ocorrerá amanhã e será transmitida ao vivo (mais detalhes na fanpage da Ballantine’s no Facebook).

Fonte: PSFK

Read Full Post »

Mango é uma empresa internacionalmente famosa, uma verdadeira gigante no cenário do varejo de moda. Recentemente ela alcançou a extraordinária marca de mais de 2 milhões de fãs no Facebook e simplesmente quis agradecer a todos eles por permitir que a marca fizesse parte de suas vidas. Um diálogo direto entre marca e consumidor, como velhos e bons amigos que, juntos, compartilharam momentos incríveis, atraíram olhares e coloriram o mundo ao seu redor. Muito emocionante!

No final, uma mensagem simples, mas que resume perfeitamente o espírito do vídeo: “Thank you for liking us. We like you too!” (“Obrigada por curtir a marca. Nós também curtimos você!”).

LINDO, LINDO, LINDO!

Fonte: B9

Read Full Post »

Atenção, atenção para a novíssima campanha da Diesel que combina redes sociais e QR-Code!

O projeto piloto está sendo testado na loja da marca em Madrid e permite que os consumidores dentro das lojas compartilhem suas impressões sobre as peças através de seus perfis em redes sociais. O processo não consiste em tirar uma foto e postar no seu mural, mas sim em escanear um QR-Code (cada produto tem um) e acessar uma página onde vcê poderá “curtir” o produto. Depois disso, o conteúdo será publicado no seu perfil do Facebook.

Já dá para curtir os produtos da Diesel na vida real!

A marca partiu da premissa que as pessoas adoram compartilhar os melhores momentos das suas vidas, o que elas pensam e, é claro, o que elas gostam (e não é a mais pura verdade?). Segundo  estimativa, o botão “like” é acionado 3 bilhões de vezes por dia! Depois de observar tudo isso, não dava para deixar passar essa oportunidade, não é?

Fonte: Independent

Read Full Post »

A agência Wieden + Kennedy tem algo em comum com o mais novo casal real britânico: as mesmas iniciais (W+K = William e Kate, Widen e Kennedy). De olho num dos eventos mais badalados de abril e que já está na mídia global desde que o noivado foi anunciado, a empresa resolveu interagir com os curiosos que passam pela sua filial na Hanbury Street.

A "vitrine" do escritório da Wieden + Kennedy

A instalação na “vitrine” do escritório conta com um super bolo de quase dois metros de altura, inspirado nos bolos dos casamentos reais do passado. Será que o bolo do casório de William e Kate será parecido?

O bolo cenográfico, com quase 2 metros de altura

 Do lado direito da vitrine, a agência resolveu oferecer aos mais empolgados com as bodas reais um souvenir digital: basta a pessoa se posicionar em frente ao local indicado, seguir as instruções e, depois, seguir até a página da empresa no Facebook para “pegar” seu postal-foto. Isso nos lembrou muito a campanha Never Hide, da Ray-Ban, que também contava com fotos especiais que poderiam ser divulgadas no site da marca e no perfil do Facebook. Foi assim também que funcionou com a fotocabine do evento de lançamento da coleção de inverno da Farm.

Mais uma campanha que une vitrine interativa e Facebook

Um exemplo interessante. Atenção para a minicoroa!

Depois é só pegar sua foto no perfil do Facebook e compartilhar com todos os seus amigos!

A agência espera que os londrinos e  os visitantes especialmente atraídos pelo casamento do ano (1,1 milhões de pessoas, dá para acreditar?) se sintam um pouco mais envolvidos com o grande evento do ano. Além disso, no dia 28 de abril (um dia antes do casamento), a empresa resolveu oferecer a quem decidir passar pelo seu escritório lindos cupcakes W+K, feitos pela rainha dos cupcakes, Lily Vanilli.

A Wieden + Kennedy declarou que já que nem todo mundo conseguiu um lugar na lista de convidados do casamento real, a idéia é oferecer uma experiência especial aberta a todos. Os convidados com certeza se sentirão como os membros e amigos da família real e poderão saborear um delicioso cupcake, além de apreciar a exposição de souvenirs do casamento real, na galeria da Wieden + Kennedy (que fica no escritório da agência e é tão pequena que cabe na sua recepção!).

Amamos a estratégia da agência britânica que gerou brand awareness internacionalmente para a empresa/marca e ainda contribuiu para divulgar não apenas a agência, bem como seus serviços, usando como gancho um dos eventos mais comentados do ano, que com certeza contará com cobertura da mídia internacional. Isso sem falar na interação com o público e o belo uso da rede social, o que potencializa ainda mais a divulgação da agência. Se fosse possível, faríamos uma reverência aos colaboradores da Wieden + Kennedy, responsáveis pela brilhante idéia.

Fotos: Wieden + Kennedy

Read Full Post »

Já batemos nessa tecla aqui: interação, conteúdo colaborativo, prosumers. Todas essas palavras expressam conceitos sem os quais qualquer marca, hoje em dia, está fadada ao esquecimento. Tudo bem, isso pode até não acontecer do dia para a noite (ou talvez nem aconteça), mas com toda certeza qualquer marca que não permitir ao seu consumidor tomar as rédeas da criação do conteúdo por ela divulgado está sujeita a entrar para a categoria das marcas que não acompanham tudo o que é cool, moderno e de vanguarda.

A MINI, pensando nisso, resolveu apostar numa ação de publicidade bastante interativa: um outdoor projetado numa parede, no formato de uma vending machine, com a qual qualquer interessado pode interagir enviando um pequeno código via SMS. Assim, a pessoa pode escolher seu MINI favorito e… Bem, não vamos estragar a surpresa! Clique no vídeo abaixo e descubra você mesmo. E o mais legal é que a ação continua no Facebook: após interagir com a projeção, a pessoa recebe um SMS, convidando-o a conhecer a página da MINI na rede social mais badalada do mundo!

A criação é da agência Taxi, no Canadá.

 

 

Fonte: World of Ads

Read Full Post »

O crescente papel do Facebook no varejo foi um dos temas da National Retail Federation’s Innovate 2011 em São Francisco, semana passada. E enquanto muitas marcas acham que estão tirando o máximo proveito dessa mídia social através de fan pages e do fluxo de visitas via Twitter, estudiosos sobre o tema garantem que isso é apenas arranhar a superfície de uma ferramenta de grande potencial.

Já se fala em f-commerce, onde o “f” significa Facebook, como a nova fronteira. E não pensem que essa é uma realidade distante: créditos do Facebook, que são usados para compras virtuais de bens no site, não são vendidos apenas na forma de gift cards em lojas como  Target, Wal-Mart e Best Buy, também já são oferecidos aos clientes American Express como opção de prêmio.

Muitos varejistas desenvolveram sofisticadas estratégias de mídias sociais que estão trazendo mais do que fãs e seguidores para as empresas – elas estão definindo novos parâmetros e causando impacto.

O gerente de informação da Wet Seal (focada em roupas adolescentes), Jon Kubo, não dá a mínima para a fidelidade do cliente, que considera um conceito bastante vago. Para ele, o mais importante para obter resultados nas mídias sociais é garantir o envolvimento dos clientes, ou seja, manter um diálogo verdadeiro e virtual com os consumidores.

Os esforços da empresa incluem dar aos consumidores a possibilidade de desenvolver e recomendar looks numa espécie de competição online  e um jogo para iPhone que permite que consumidores gerenciem sua própria loja virtual da Wet Seal. Tudo começa com vídeos postados nas páginas do Facebook e YouTube que atraem 35 mil visitas. Ao envolver os consumidores em cada etapa do projeto, a empresa gera 100 mil visitas nas lojas, 300 mil visitas no YouTube e 10 milhões de posts no Facebook.

A estratégia interativa ajudou a Wet Seal a contabilizar 1,3 milhões de fãs no Facebook, colocando a empresa entre os 15 varejistas com mais fãs nessa mídia e chamando a atenção para a retenção e acúmulo de todos os “curtis” enviados diariamente. A idéia é saber exatamente o que chama a atenção dos fãs e o que eles gostam. E o que é melhor: toda essa movimentação é responsável por 20% das vendas online da Wet Seal, o melhor ROI (retorno do investimento) de um projeto tecnológico que a empresa já obteve.

Parece que nosso alerta para a importância dos prosumers e da interatividade não foi em vão, não é? Kubo ressalta que se a empresa não sabe que tipo de relacionamento quer ter com seus consumidores e que tipo de controle sobre a marca eles terão, simplesmente não tem um programa de mídia social.

A empresa Steve Madden, que fabrica sapatos femininos, lançou recentemente uma campanha para contabilizar 100 mil fãs no Facebook, oferecendo descontos para compras online e avisando aos clientes que se um deles liberasse seu código de desconto para outros, toda a promoção seria cancelada. Além de contabilizar os fãs necessários, a promoção gerou 200 mil dólares em vendas em apenas 15 dias.

Atualmente 32% dos usuários de redes sociais acessam páginas de empresas no Facebook e no Twitter pelo menos 1 vez ao mês. E nós damos nosso testemunho de que acessamos esse tipo de página diariamente. O mais importante é ter sempre em mente que, qualquer que seja a experiência ou canal oferecido ao cliente, o importante é que isso se converta em vendas.

Outra grande novidade é o Big Commerce, uma página no Facebook de uma empresa que oferecia seus serviços offline e agora lançou um aplicativo online através do qual qualquer empresa ou pessoa pode vender, comprar ou avaliar produtos. Para entender melhor como funciona o processo, basta assistir ao vídeo abaixo.

Empresas como a Levi’s já possuem uma loja dentro do BigCommerce chamada Friends Store, permitindo que os 400 milhões de usuários do Facebook compartilhem suas informações sobre as peças de roupa. Ao acessar a loja, qualquer usuário pode conferir quais são as peças mais votadas e, se desejar, entrar na brincadeira apenas clicando no botão “Connect with Facebook”. Automaticamente o Facebook mostra  seus amigos que também gostaram de algo da Levi’s e vocês começam a trocar avaliações.

Para entender melhor esse processo, que tal ver o vídeo abaixo? E vale lembrar que o que parece estranho pode virar realidade em breve: um recente acordo entre Facebook e PayPal aponta para o futuro das transações comerciais online, que por enquanto acontecem nos sites das empresas, mas em breve poderão acontecer através do próprio Facebook.

Fonte: Investors, Blog3

Read Full Post »

Com o avanço dos celulares, tudo mudou em nossas vidas e no mundo. Hoje em dia quase ninguém pensa em viver sem o seu smartphone, seja ele qual for. Sentimos até uma certa “exclusão social” quando não podemos nos conectar ao mundo virtual a qualquer momento: no meio da rua, durante o almoço, no caminho para o trabalho, etc.

Os aplicativos das redes sociais facilitam nossa interação com amigos e até mesmo com empresas e marcas que admiramos e cujos produtos consumimos e, como sabemos, existem muitas maneiras através das quais podemos fazer isso. Para manter maior controle sobre as informações e tornar a comunicação mais dinâmica, várias redes sociais estão integradas – hoje em dia, podemos “curtir” posts nos blogs e a informação aparece também no Facebook, como também podemos dividir o link do post que gostamos no Twitter, e por aí vai.

A Nike, contudo, foi além, o que não nos espanta nem um pouco, ainda mais quando se trata da empresa que mais divulga o estilo de vida relacionado à corrida, que provavelmente é o esporte mais democrático, dinâmico e desafiador que existe.

A empresa resolveu experimentar o uso do QR Code na sua loja na Bélgica. Funciona assim: você vê a vitrine e, se gostar dos produtos, basta fotografar o QR Code e automaticamente aparece  um “like” no seu perfil do Facebook.

A vitrine interativa da Nike, na Bélgica

Segundo o site Brainstorm9, o QR Code é extremamente popular entre os publicitários, mas o uso geralmente é complicado, pois os smartphones não são padronizados para ler os códigos, sendo necessário fazer download de um software. No caso da Nike, o processo é facilitado através do Likify, uma ferramenta que gera QR Codes customizados com o Facebook com apenas meia dúzia de cliques.

Likify ajuda a gerar 'Facebook-likes' usando QRCodes

Fonte: Brainstorm9, via Marcelo Cortazio

Read Full Post »