Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘farm harmonia’

Interiores e vitrines foram invadidos pelo verde. Bergdorf Goodman, Lanvin e outras apostaram no verde: folhagens e muitas flores para celebrar a chegada da primavera, a vida e as aventuras que o verão do Hemisfério Norte reserva! Além disso, ainda temos muitas referências ao universo da jardinagem, inclusive no Brasil, com um toque vintage associado. Confiram!

Folhagens na vitrine da Bergdorf Goodman

A selva divertida da Lanvin

Até os displays foram forrados com folhagens nas vitrines da Lanvin

Na Selfridges, uma parceria com a ONG  Guerrilla Gardening deixou as vitrines verdinhas, com muitas sementes, plantas e outros objetos correlatos. O mais legal é que a ação chamou atenção para um movimento que já acontece em vários lugares ao redor do mundo e consiste em  transformar áreas abandonadas ou pequenos canteiros em jardins comunitários incríveis.

Banca de sementes na Selfridges

Pequenos cogumelos enriquecem a cenografia da vitrine verde da Selfridges

Bicicletas antigas, misturadas à carrinhos de supermercado viram meio de transporte das pessoas e materiais necessários para tornar o espaço urbano mais verde

Na vitrine da ABC Carpet & Home, uma belíssima surpresa: fazendas de plantas e alimentos hidropônicas, que fazem parte do projeto WindowFarms Vertical Hydroponic Farming and Crowdsourcing Project. O projeto visa estimular a criação de alimentos hidropônicas verticalmente, em especial nas janelas dos apartamentos da cidade de NY, usando garrafas plásticas de água e materiais bem baratinhos que podem ser encontrados em qualquer loja de ferragens.

Os alimentos e plantas hidropônicas tomaram conta das vitrines em NY

Detalhe da vitrine acima. Não é simplesmente lindo?

Na Outer, em Ipanema, o clima de jardinagem ganha toques vintage na cenografia da vitrine e da loja. Atenção para os grilos feitos com folhas naturais, tesouras e placas metálicas antigas.

Livros, tesouras enferrujadas e animais feitos com folhas na cenografia da Outer

Placas antigas, caixotes de madeira, vasos e carrinhos metálicos: mistura perfeita co clima de jardim com o espírito vintage

E para quem já esqueceu, que tal conferir todas as milhares de flores na cenografia do lançamento da coleção Acácias, da carioca Farm?  Basta clicar aqui e aqui e se deliciar com as flores super coloridas que estavam por todos os cantos, inclusive nas estampas. Ah, e para quem quer ainda mais, basta conferir o VM da Farm Harmonia, em São Paulo.

Fotos: NYC Windows, Journal des Vitrines, Ted Ullrich, NotCot, Acervo Âme Consultoria

Read Full Post »

Sustentabilidade é um conceito que envolve aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais. A sociedade, seus membros e suas economias devem preencher suas necessidades e expressar seu potencial e, simultaneamente, preservar a biodiversidade e os ecossistemas naturais. Qualquer empreendimento humano que pretenda ser rotulado como sustentável deve preencher 4 requisitos: ecologicamente correto; economicamente viável; socialmente justo; e culturalmente aceito. 

Algumas empresas e suas marcas já oferecem alternativas em alguns aspectos da sua atuação, principalmente quando o assunto é o projeto arquitetônico de suas lojas. A C&A, por exemplo, inaugurou sua primeira loja ecologicamente sustentável no Brasil, localizada na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, em dezembro de 2009. A primeira loja sustentável da empresa foi aberta em 2008,  em Mainz, Alemanha. 

O objetivo da loja é racionalizar o consumo de água (diminuindo-o entre 30% a 40% em dois anos) e de energia (20%). Entre as iniciativas que reduzem os impactos ambientais estão iluminação inteligente, com lâmpadas econômicas e sensores de presença nas escadas; paredes claras, que melhoram as condições térmicas e, assim, diminuindo a necessidade de ar condicionado; uso de painéis solares, instalados na cobertura, para o aquecimento da água dos chuveiros; mictórios sem água. 

Projeto da loja verde da C&A em Porto Alegre

Outra novidade é o telhado verde na cobertura, com 640 m², que será finalizado em fevereiro de 2010 e proporcionará isolamento térmico, interferindo no uso de ar condicionado. O telhado contará com sistema de irrigação com 50% de aproveitamento de água da chuva. 

Uma das atrações da nova loja é o Espaço Cliente, com coleções sustentáveis da C&A, como camisetas de algodão orgânico, sacolas retornáveis, chinelos de pneu reciclado e camisetas de malha feitas com garrafas pet recicladas. O local ainda terá coletor de lixo eletrônico (celulares, pilhas e baterias); painéis com ações de sustentabilidade da empresa e monitores treinados para dar informações sobre o tema. 

Em São Paulo, na Vila Madalena, a Rua Harmonia abriga nada menos do que 3 lojas cujos projetos contemplam uma saudável tendência ecológica: a Farm Harmonia, a Eden e a Pistache & Banana.  O projeto da loja da Farm foi elaborado pelo escritório de arquitetura Triptyque e se destaca pelo sistema hidráulico, que tem capacidade para armazenar até 6 mil litros de água da chuva. Além de abastecer as torneiras, ele irriga centenas de samambaias, orquídeas e russélias (no total de 5 mil mudas de plantas que ocupam boa parte dos 500 metros quadrados do imóvel). A fachada da Farm Harmonia é  de bambu, permitindo a circulação do ar por todos os andares. Algumas folhagens, além da grama, são sintéticas, mas isso não diminui o caráter ecológico do projeto, nem mesmo afeta a sensação de fazer compras dentro de uma floresta. 

Um pedacinho da Farm Harmonia, na Vila Madalena, São Paulo

A Eden é a única marca nacional cuja coleção é totalmente desenvolvida com produtos 100% orgânicos. A loja fica num antigo sobrado dos anos 70 que virou uma pequena ilha  zen, com um jardim que ocupa uma área de 90 metros quadrados e reúne dezenas de espécies da Mata Atlântica. Um espelho-d’água de 36 metros quadrados circunda todo o imóvel e desemboca em uma cascata de pedras. Por isso, a temperatura interna mantém-se sempre amena. “Em nove meses de atividades, só ligamos o ar-condicionado três vezes”, conta o proprietário, Jorge Yammine. 

A loja da Eden foi a primeira a ser inaugurada, em junho de 2008, na Rua Harmonia

Inspirar a consciência ambiental nos pequenos é o mote da Pistache & Banana, especializada em peças de algodão orgânico e garrafas PET. O projeto da loja conta com piso de madeira de reflorestamento e  seu interior é decorado com móveis produzidos com serragem prensada e filtros de café usados. Na calha do telhado há um pequeno reservatório, de onde as crianças podem tirar água da chuva para regar os vasos de plantas. Na parede, um mural em homenagem à mãe natureza aborda temas como comércio justo e ecologia. Ecologicamente divertido!
 
Outras empresas, como a Osklen, famosa por vários projetos sustentáveis, já adotaram o projeto carbon free em algumas lojas, ou seja,  a empresa contribui para a melhoria da eficiência ambiental de processos e produtos, implementando em suas ações e métodos de produção o princípio do 3R+C: redução do consumo, reutilização de materiais, reciclagem de rejeitos e compensação das emissões de CO2.

Ficamos felizes ao ver que é possível unir os conceitos de merchandising visual e ecologia dentro do mesmo ponto-de-venda. E vamos torcer para que cada vez mais as empresas do segmento do varejo de moda adotem a postura ecologicamente correta não somente construindo pontos-de-venda “verdes”, mas estimulando seus consumidores através de ações de marketing a reutilizarem as sacolas que ganham em compras anteriores (que tal seguir o moto da Prada, “bring your own bag” e oferecer desconto àqueles que comprarem e carregarem suas novas peças em sacolas que já possuem?). Afinal, todo mundo precisa entender que ecobag é pra comprar e usar SEMPRE, ao invés de deixar em casa esquecida, ao lado de outras tantas bolsas. 

Fontes: Ecotrendstips (texto e foto sobre a loja C&A), Veja SP (texto sobre as lojas da Vila Madalena), Adoro! (fotos da Farm Harmonia), ATardeOnline (sobre sustentabilidade e carbon free)

Read Full Post »