Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘firmenich’

Inaugurado no dia 7 de outubro deste ano, o projeto temporário denomidado Sensorium: An Immersive Journey Through Lucid Dreams From the Sensory World, da marca Sephora, promete guiar os consumidores numa experiência de imersão através de sonhos lúcidos pelo universo sensorial.

No alto, à esquerda, a fachada da loja Sephora, divulgando o evento; nas demais fotos, detalhes de espaços que fazem parte da experiência sensorial

Localizada em NYC, a experiência em 4D consiste numa espécie de museu de fragrâncias e é fruto da colaboração entre Sephora e Firmenich. O objetivo, segundo a vice-presidente de marketing da Sephora, Sharon Rothstein, é fazer com que os consumidores pensem sobre as fragrâncias de uma maneira totalmente diferente. Para atingi-los, foi desenvolvida uma viagem interativa que viabiliza experimentar a influência das fragrâncias no cotidiano.

Objetos que remetem aos perfumes e materiais de uso cotidiano, como especiarias (muitas delas presentes nas fórmulas dos perfumes), fazem parte da decoração e colaboram para a experiência olfativa

Mais elementos do cotidiano exploram o link entre experiência olfativa e emocional

Tudo começa com uma linha do tempo que acompanha a evolução dos perfumes. Em seguida, num compartimento especial (denominado sensory deprivation chamber), o público escuta relatos de pessoas que perderam sua capacidade olfativa. Dando continuidade à experiência, as pessoas são envoltas em interações odoríferas e afetivas, que terminam no fragrance bar, onde é possível experimentar fragrâncias sem marca que ajudarão os envolvidos a descobrir sua identidade odorífera e seu signature perfum (alguns deles estarão à venda).

O fragrance bar, no qual cada pessoa pode descobrir seu perfume especial

O preço para participar dessa experiência é de US$ 15,00, reembolsáveis na forma de um gift card do mesmo valor da Sephora. O projeto ficará aberto ao público até 27 de novembro.

E para quem acha a idéia de fragrance bar muito inovadora, descobrimos que Jean Patou, no final dos anos 20, transformou o bar dentro da sua loja em Paris, destinado a servir coquetéis aos maridos que esperavam suas esposas durante longas provas de roupas, num mix de bar tradicional com fragrance bar, onde os clientes podiam provar coquetéis e perfumes, muitos deles inspirados em drinks famosos da época. Também era possível misturar seus próprios aromas, criando perfumes exclusivos. Uma experiência sensorial em plena década de 20 do século passado, quando nem se sonhava em explorar os sentidos através de ações de marketing.

Fotos: Reprodução

 

 

Read Full Post »