Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘ilustração’

Ainda dá tempo, pessoal!

Somente até dia 30/09, a marca Marc by Marc Jacobs terá uma pop-up store especial na Harvey Nichols, em Londres, somente para bijuterias.

 

O mais legal é que os displays foram todos decorados com desenhos do ilustrador Will Broome (“pai” da lindinha Miss Marc, conhecem?).

Miss Marc, criação de Broome para Marc by Marc Jacobs

A pop-up store prontinha, today decorate com as ilustrações de Broome

Broome em ação

Enquanto o artista decorava os displays, a pop-up store funcionava normalmente

Fotos: Reprodução

 

Read Full Post »

More Than Air, Run Your City foi uma campanha lançada pela Nike ano passado, que contou não apenas com displays diferenciados para as lojas revendedoras, mas também com uma ação de guerrilha focada no grafite, que foi muito questionada internacionalmente pelos fãs da marca, pois entende-se que cobrir grafites com propaganda é um ato imoral.

A ação de guerrilha foi bastante criticada, pois cobriu grafites feitos por artistas locais

Conseguimos algumas fotos da ação que ocorreu na Cidade do Cabo, na África do Sul, nas quais podemos conferir em detalhes o trabalho do merchandising visual nas lojas, vitrines e outras plataformas. O mais interessante é que os displays, em muitos casos, foram personalizados com ilustrações nas quais pontos relevantes da cidade ganhavam destaque. Com isso, a Nike conseguiu personalizar a uma campanha global, criando vínculos com a comunidade local, que se sentiu mais integrada à ação.

Inicialmente a campanha foi lançada online através de um hotsite e uma fanpage no Facebook

Bem agressiva, a campanha "atacou" várias plataformas, inclusive a fachada de algumas lojas

Nas vitrines, displays com cilindros de oxigênio, sobre os quais vários modelos de tênis pareciam flutuar

Detalhe do display para vitrine. Estão vendo as ilustrações ao fundo? Elas também fazem parte da campanha...

A Nike também desenvolveu displays para o interior da loja, que eram personalizados de acordo com a localização de cada uma delas. Nos desenhos são retratados os locais mais famosos de cada cidade, criando uma sensação de que não se trata de mais uma campanha global. More Than Air foi uma campanha que se conectava com a comunidade local e suas peculiaridades.

No interior da loja, displays como os da vitrine se misturam aos displays ilustrados com ponto de referência locais, personalizando a campanha de acordo com a cidade na qual ela foi executada

Fotos: Fundamental Displays, Mr. Baggins

Read Full Post »

Quando vemos muitas marcas (pelo menos duas) usando os mesmo recursos nas vitrines, temos que ficar de olho. Pode ser um mero caso de “referência ou coincidência?”, mas também pode ser uma tendência despontando por aí.

Usar fotos nas vitrines não é nenhuma novidade, mas lá fora elas andavam um pouco esquecidas, dando lugar para outros recursos cenográficos. A Printemps já apostava nas fotos (lembram desse post aqui?) e, pelo visto, continua acreditando: na última vitrine, usou uma série de fotos que contam uma historinha divertida sobre o roubo de uma versão da Torre Eiffel, coberta de diamantes. São nove fotos, uma em cada vitrine, da artista Bettina Rheims.

Vitrine da Printemps, com fotos de Bettina Rheims

Outra empresa que geralmente usa fotos publicitárias nas vitrines é a Prada. Parece que nessa coleção veremos de novo fotos combinadas com manequins e displays.

Vitrine Prada

Armani foi outra marca que usou fotografias, mas ou invés de usá-las como as marcas acima, parece que elas foram ampliadas, recortadas e dispostas de maneira a criar movimento. Interessante!

Vitrine Armani Jeans

Até a Barneys NY, em Nova Iorque, apostou numa grande foto p&b para sua vitrine, que ficou linda e minimalista.

Uma das vitrines da Barneys NY

Por aqui, a marca que sempre aposta em fotos nas vitrines é a Santa Lolla. Até mesmo no showroom as fotos aparecem, dessa vez cercadas por lâmpadas que nos lembram muito aquelas que vimos combinadas com letras gigantes (para saber do que estamos falando, clique aqui).

Foto do Showroom da Santa Lolla, coleção inverno 2011

Mas nem só as fotos estão dando o ar da graça nas vitrines por aí. Também já percebemos que algumas marcas andam de olho em vitrines mais artsy, com ilustrações maravilhosas, como Chanel e Henri Bendel.

Vitrine Chanel, 2011

Vitrine Henri Bendel, NYC, 2011

Em tempos de crise, fotos e ilustrações são recursos mais baratos do que manequins diferenciados e grandes instalações nas vitrines. Apesar da possível tendência sobre manequins decorados e diferentes (sobre os quais falamos aqui e aqui), achamos que muitas marcas poderão recorrer às ilustrações de fotos, misturadas aos manequins que sempre usaram.

Agora é só aguardar e ver o que virá por aí…

Fotos: Mes Vitrines NYC, NYC Windows

Read Full Post »