Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘iPad’

Seu smartphone é um iPhone? Seu mp3 player é um iPod? Você provavelmente tem um MacBook e, com sorte, até um iPad, não é? Poderíamos concluir, então, que você é um fã da Apple, empresa de tecnologia cujo CEO e co-fundador, Steve Jobs, é considerado uma das pessoas mais influentes do mundo.

Que tal essa versão Playmobil de Steve Jobs, lançando do iPad2?

Todos os produtos que a Apple lança se tornam sucessos instantâneos. Consumidores fazem filas gigantescas semanas antes do lançamento nas famosas  Apple Stores ao redor do mundo para serem os primeiros a adquirir os novíssimos gadgets que influenciarão o modo como nos divertimos, nos comunicamos e compartilhamos informações – ainda que não sejamos usuários diretos decseus produtos.

A marca Apple está tão enraizada em nossa cultura e em nossas mentes que até virou brinquedo! Dizem que um dos sinais de que uma marca faz sucesso é ter seus produtos pirateados (bem, não sabemos se existem produtos Apple piratas, mas com certeza existem muitos outros gadgets por aí que, assim como certos produtos de moda, são inspired em produtos Apple). Outro, é quando um brinquedo é criado em sua homenagem. Pode parecer inacreditável, mas quantas marcas por aí ganham uma versão criada pela Playmobil (acho que só lembramos daquela versão da lanchonete McDonald’s, lançada pela Mattel na década de 80, lembram?)?

Muitas pessoas chegam a dizer por aí que existe uma Apple Mania ou que a Apple é tão adorada e seus seguidores são tão fiéis que a marca poderia ser comparada a uma religião. Brincadeira? Talvez não… Recentes estudos feitos por neurocientistas através de ressonâncias magnéticas mediram as reações do cérebro a imagens dos produtos Apple e outros produtos similares. Os resultados foram bem interessantes: os produtos da Apple, ao contrário de outros, ativam as mesmas áreas do cérebro que são ativadas por imagens religiosas em pessoas de fé.

O projeto foi encabeçado por um superfã da Apple, Alex Brooks, e serviu de base para de um programa da BBC chamado Secrets of the Superbrands (“Segredos das Supermarcas”, que você pode assistir aqui). O documentário acompanha o lançamento da Apple Store em Londres e flagra um episódio muito interessante: funcionários da empresa aplaudem como fanáticos religiosos o primeiro consumidor que compra o último lançamento da empresa, o iPad 2.

A paixão pela marca Apple é tão grande que se transformou numa espécie de culto para algumas pessoas. Tatuagens, cortes de cabelo e estantes que mais parecem altares para brigar MacBooks se espalharam por aí e ganharam destaque em 2009 no documentário “Macheads“. E para aqueles que ainda duvidam que tamanha paixão por uma marca possa existir, que tal conferir o blog The Cult of Mac? A notícia mais recente é a do fã Gary Allen, entitulado pelo blog “o maior fã da Apple”, que viajou 3.200 milhas e cruzou 12 estados norte-americanos para celebrar o décimo aniversário da cadeia de lojas da Apple.

Macheads, unite and take over!

Gary Allen, o maior fã da Apple

Em um mundo como o nosso, no qual o representante maior da Igreja Católica declara que o consumo de tecnologia constitui uma ameaça à religião e à própria Igreja Católica, não substituindo Deus, achamos que, pelo menos, a tecnologia pode inspirar comportamento bastante similar ao de um devoto fervoroso.

A partir de amanhã traremos mais novidades para vocês envolvendo neuromarketing, neurociência e algumas das marcas mais famosas e celebradas ao redor do mundo. Fiquem de olho!

Fontes: PSFK, CNN, Cult Of Mac, FAL

Read Full Post »

Conforme prometemos ontem, conseguimos fotinhos da loja conceito da Farm, montada durante o lançamento da nova coleção de inverno, “Acácias“. Foram 5oo metros quadrados com muitas flores, cantinhos especiais dedicados à cada linha de produto, Ipads próximos aos provadores com o lookbook da coleção, manequins com produções-chaves, um provador super aconchegante e até som de passarinhos cantando. Parecia mesmo que estávamos andando pelas ruas da Gávea… Confiram!

Muitas flores desde a entrada

Olhem só esse chão que parece grama de verdade!

O cantinho da estampa, com as peças mais cobiçadas por todas as meninas

Antes dos provadores, Ipads com o lookbook: super interativo!

Ficou em dúvida sobre a produção? Basta olhar as fotos do lookbook, na entrada do provador

Interior da área de provadores - lindo e fresquinho!

E que tal fazer um tour virtual pela loja? Basta assistir ao vídeo abaixo!

Fotos e vídeo: Adoro!

Read Full Post »

Não podemos evitar os avanços da tecnologia e adoramos quando ela é bem empregada, ainda mais no mercado de moda. É tão legal ver uma marca com anos de mercado despertar o interesse dos consumidores através de um novo recurso, apostando suas fichas no mistério/curiosidade  ao usar um QR Code ao invés de tradicionais outdoors, como fez a Calvin Klein.

Também mencionamos a utilização da realidade aumentada pela Maria Filó durante o lançamento de uma linha de camisetas de edição limitada, quando abordamos o assunto do marketing sensorial, e pela Tissot. E, finalmente, não podemos esquecer da Nike Bélgica, que promoveu a interação entre vitrine e redes sociais através do QR Code, tornando possível “curtir” os produtos da vitrine após clicar o código colado em seu vidro.

Mas e se toda essa nova onda tecnológica invadisse os interiores das lojas e nos ajudasse a escolher aquela produção especial? Nem sempre carregar mil cabides para dentro de um provador é uma experiência agradável e, ainda por cima, é quase sempre impossível pedir a opinião de um (a) amigo (a), porque a área de provadores pode ser bem pequena, ou restrita às mulheres, ou viver lotada.

A Macy’s resolveu todos esses problemas com o auxílio da realidade aumentada, do Ipad e das redes sociais. Em parceria com a empresa LBi a experiência no provador foi reinventada e poderá ser testada na Macy’s Herald Square durante novembro deste ano. O recurso foi lançado durante o evento Fashion’s Night Out em setembro e já foi experimentado por milhares de pessoas.

O "espelho mágico" da Macy's, a marca de 150 anos que está de olho nos consumidores mais jovens

Dentro de cada cabine do provador o cliente encontrará um espelho de 72 polegadas e multi-touch, além de um Ipad. Em seguida basta escolher a roupa desejada no aplicativo do Ipad e transferir a imagem para o seu reflexo no espelho com apenas um simples movimento do seu pulso. E, naturalmente, as fotos do cliente (tiradas através de uma câmera presa ao espelho) “usando” a roupa poderão ser compartilhadas nas redes sociais ou através de email ou SMS (assim, o feedback dos amigos está garantido, mesmo que eles não possam acompanhá-lo às compras).

Fonte: PSFK

Read Full Post »

Sim, é possível e a Gucci acaba de “inaugurar” a sua. Não pensem que a marca só está entrando agora para o mundo do e-commerce (ela já fatura desde 2002 com vendas online), mas sem dúvida esta é uma nova fronteira a ser explorada: o mundo das luxury digital flagship stores (lojas conceito digitais de luxo).

Gucci convida o mundo a conhecer sua flagship store digital

Frida Giannini trabalhou no projeto nos últimos 18 meses e lojas selecionadas “de concreto e tijolo” da Gucci terão uma espécie de vitrine virtual (através do uso de hologramas) e iPads para deixar os clientes por dentro das novidades digitais. Enquanto isso, a marca lançou o projeto Gucci Connect, através do qual eles planejam transmitir o desfile do dia 22 de setembro em Milão. Basta se registrar para ter seu e-ticket do Gucci Connect E-vent. Segundo o press release da marca, os convidados virtuais terão os mesmos privilégios daqueles que assistirão o desfile in loco, inclusive com “assentos virtuais” reservados e vídeos feitos através da webcam que poderão ser compartilhados – aliás, através da Gucci Connect Webcam, os convidados virtuais poderão se misturar aos principais compradores da marca e jornalistas presentes ao evento em Milão e em outras capitais.

Campanha da Gucci para Outono 2010

Não ficou muito claro qual é o diferencial da flagship store virtual (existe algum produto vendido exclusivamente online? Ou que tal promoções e conteúdo? Alguém sabe algo mais sobre esses detalhes?), mas sem dúvida alguma a interação dentro das lojas através dos iPads e vitrines de holograma será excelente para potencializar a interatividade com os consumidores no ponto-de-venda.

Read Full Post »