Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Japão’

O evento Fashion’s Night Out no Japão foi comemorado no dia 5 de novembro e teve como tema “Fashion Unites for Japan” (Moda se une pelo Japão). Uma das parcerias que surgiu foi entre as marcas Lanvin e Pierre Hermé Paris. Quer coisa melhor do que moda e macarons franceses, os últimos em embalagens de edição limitada? Aliás, tais embalagens foram criadas especialmente por Alber Elbaz, diretor criativo da Lanvin, que combinou as cores dos macarons com as das ilustrações. Fofo demais!

Fachada da loja Pierre Hermé, em Tóquio

Macarons coloridos e gigantes combinados com os tradicionais displays em formato de caixa da Lanvin

Acessórios Lanvin combinados com as caixas de edição limitada

 

Fotos: Reprodução

Read Full Post »

Quando falamos em cerejeira, nossa mente trabalha e imediatamente pensamos em Japão. Sakura, como é conhecida pelo japoneses, a cerejeira representa o lado efêmero da vida, devido à sua intensa beleza e curta duração. Símbolo nacional, a cerejeira foi usada durante a Segunda Guerra Mundial para motivar os japoneses e difundir o nacionalismo e militarismo entre o povo.

Imagem tradicional japonesa, representando a cerejeira

Devido à tragédia natural que abalou o país recentemente (e sobre a qual falamos aqui), algumas marcas de moda promoveram ações beneficientes para levantar fundos e ajudar a reconstruir o belíssimo país. Primeiro, tivemos a Hackett, com sua vitrine que promovia uma camiseta polo especial, cujo lucro com a venda seria destinado a um fundo que ajuda as vítimas de terremoto.

Lembram dessa vitrine?

Agora temos a Loewe, com sua campanha Loewe Loves Japan, que se compromete a doar parte do lucro da venda da atual coleção para a Cruz Vermelha, em homenagem aos japoneses que, mesmo enfrentando uma tragédia terrível, foram capazes de demonstrar seus valores mais fundamentais: otimismo, solidariedade, respeito, coragem e habilidade para superar as dificuldades.

Vitrine da Loewe

Mais um momento “referência ou coincidência?“, mas por uma ótima causa, concordam? E existe símbolo melhor para chamar atenção dos consumidores e promover uma rápida associação com a tragédia ocorrida no Japão, sobre a qual nem ouvimos falar mais?

Fotos: Âme, Mes Vitrines NYC

Read Full Post »

Muitas empresas do ramo fashion se esforçam para mostrar que, além de roupas, produzem conteúdo e abraçam de verdade a causa da sustentabilidade, entre tantas outras. Essa é uma atitude muito positiva e cada vez mais importante, para não dizer fundamental, nos dias de hoje. Afinal não podemos, pessoas físicas ou jurídicas, dar as costas para o que acontece ao nosso lado ou no mundo.

Com tantas tragédias naturais acontecendo no Brasil e no mundo, vemos que mesmo em momento de crise econômica e inflação começando a assustar, algumas marcas, como a Hackett, focada em moda masculina, estão abrindo suas portas para ajudar a quem precisa.

Foi desenvolvida uma camisa polo, batizada de hope (esperança), em conjunto com o fundo Tohoku Earthquake Relief (fundo que ajuda as vítimas de terremotos no Japão) e todo o lucro será destinado as vítimas da tragédia que atingiu milhares de japoneses recentemente. Assim, a Hackett, ao mesmo tempo, consegue destacar sua imagem de empresa comprometida em apoiar causas nobres e tornar o mundo um pouco melhor, além de fazer com que as pessoas não se esqueçam da dimensão da tragédia que atingiu os japoneses, num mundo no qual qualquer notícia é rapidamente esquecida.

O merchandising visual na vitrine trabalha com símbolos associados à cultura japonesa, como pinturas delicadas e as flores de cerejeira. Além disso, foram aplicado adesivos com ideogramas japoneses e textos explicando a ação especial, que visa ajudar as vítimas do terremoto no Japão. Além disso, alguns manequins usam peças ou acessórios na cor vermelha, o que também nos remete à bandeira japonesa.

Uma bela forma de ajudar, sem perder o foco nos negócios.

Fotos: The Window Shopper

Read Full Post »

 Se somarmos várias referências japonesas, como uma kokeshi fofa, o gatinho da sorte Manekineko, os pássaros feitos de origami, os restaurantes kaiten (com suas esteiras), as sakuras (ou flores de cerejeira) e a nossa mundialmente cultuada Melissa, qual será o resultado?

Kokeshi + Manekineko + Origami + Kaiten + Sakura + Melissa = ???

A resposta nos foi dada pelo brilhante Marcelo Rosenbaum, que projetou o lounge da Melissa durante a edição de junho de 2008, do São Paulo Fashion Week.  Basta ver as fotos para entender a solução que Rosenbaum aprenstou para essa mistura de elementos da cultura japonesa.

A esteira que transporta Melissas, kokeshis e manekinekos ao redor de todo lounge, assim como num restaurante japonês kaiten. Atenção para o banco em forma de origami e para os papéis com ilustrações tipicamente nipônicas.

 

Deliciosas Melissas percorrem o ambiente lentamente

 

Joguinhos para entreter os visitantes, representando o fascínio dos japoneses por tecnologia e games

 

E, finalmente, as sakuras por todos os lados, dando um toque ainda mais feminino ao espaço

 

Read Full Post »