Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Nendo’

Puma House Tokyo não é um showroom qualquer. Além de ser um verdadeiro tributo aos produtos da marca (com destaque para os famosos sneakers), o espaço é bastante versátil, uma vez que abriga a sala de imprensa e também é um espaço para futuros eventos, como exposições e lançamentos, entre outros (apenas uma informação extra: o espaço pode ser alugado até por você, viu? Já pensou dar uma festa em Tóquio, num lugar desses?).

O destaque do espaço “multifunção” é a grande quantidade de escadas em madeira que envolvem as pilastras de concreto. Contudo, essas escadas são meramente decorativas, ou seja, elas ligam o primeiro andar a lugar nenhum! Juntas, elas criam a sensação de movimento constante no interior do espaço e servem é claro, de displays, que permitem a visualização do produto por completo.

Além disso, segundo o briefing elaborado pelo escritório de design responsável pelo projeto (Nendo, que também cuidou da loja de Issey Miyake, sobre a qual falamos aqui anteriormente), as escadas nos lembram que exercitamos nossos corpos diariamente ao subir e descer escadas e também têm uma ligação com as escadarias dos estádios e pódios, ressaltando a ligação da marca Puma com o universos dos esportes.

Olhando para a foto acima, chegamos a lembrar daquele trabalho do Escher. Loucura nossa? Hum, até pode ser, mas preferimos achar que pode ser mais um caso de “referência ou coincidência?“.

Todas as escadas no showroom da Puma nos fizeram lembrar das escadarias de Escher

Fonte: Dezeen, Moda sem Frescura

Read Full Post »

O escritório japonês de design Nendo tinha dois vetores ao criar a loja 24 Issey Miyake em Tóquio: o conceito da loja seria totalmente baseado nas lojas de conveniência japonesas e deveria expor com exclusividade a novíssima bolsa Bilbao, desenvolvida por Issey Miyake, que não tem uma forma fixa, adaptando-se de acordo com o suporte no qual é exposta.

O ponto de partida para o desenvolvimento dos displays metálicos foi explorar a maleabilidade da bolsa Bilbao

A bolsa Bilbao foi lançada em 2009 e combina placas metálicas e uma base em couro, criando uma estrutura maleável, que assume diferentes formas de acordo como se carrega a própria bolsa e como ela é exposta, o que fica bem explícito quando a vemos nos displays desenvolvidos pelo escritório Nendo.

A Bilbao assume formas diferentes a cada minuto

Definitivamente é muito importante perceber que certas inovações no interior do ponto-de-venda podem ser inspiradas por um produto realmente diferente e permitem mudanças grandiosas em termos de visual merchandising, além de virar uma atração para consumidores e curiosos que passam todos os dias por várias lojas.

O interior da loja de Issey Miyake, com produtos super coloridos e displays bem diferentes

A loja em si abrigaria produtos mais acessíveis, uma grande variedade de cores e frequente mudança na exposição dos produtos, mas a estrela maior seria a bolsa Bilbao. E com ela em mente foram projetados suportes feito com finíssimos cilindros de aço, de alturas diferentes, como se a loja estivesse coberta por um tapete de grama metálico, com formato indefinido assim como a bolsa. Para acompanhar a estética dos displays, as prateleiras e araras também foram feitas com cilindros de aço de 7 mm de diâmetro, seguindo o padrão de todas as lojas da marca (o que garante a identidade apesar de alguns detalhes diferentes, como os displays em forma de grama metálica).

Os displays, desenvolvidos em função da bolsa Bilbao, criam a ilusão de uma jardim futurista, metálico, onde os produtos expostos parecem flores exóticas

Vista panorâmica da loja 24 Issey Miyake no Shibuya Parco, em Tóquio

Através desse post conhecemos a bolsa Bilbao, que aparentemente foi lançada no mercado em 2009 e ficamos intrigadas com as semelhanças entre ela, a bolsa da coleção de verão 2011 da Maria Bonita e o trabalho da inglesa Alison Dunlop (que faz bolsas, carteiras e mochilas articuláveis, combinando couro, metal e outros materiais). O que vocês acham?

À esquerda, a Bolsa Bilbao, de Issey Miyake; à direita, a bolsa Verão 2011, da Maria Bonita

Bolsas de Alison Dunlop, que também apresentam estruturas maleáveis através da combinação de materiais como couro e metal

Fonte: Dezzen, Oi Moda

Read Full Post »