Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘starbucks’

Adoramos analisar o que nossos visitantes buscam no nosso blog e percebemos que o assunto “marketing sensorial” foi o mais procurado desde o nosso lançamento. Fizemos nosso primeiro post sobre o assunto há algum tempo, muito voltado para o mercado de moda, então fomos atrás de outras empresas que também fizeram trabalhos incríveis sobre o tema.

Antes de entrarmos nos exemplos, é muito importante relembrar que nossas mentes estão repletas de experiências, emoções, memórias e planos que podem ser “ativados” através dos nossos cinco sentidos. A estimulação sensorial (por exemplo, a sensação de andar descalço pela grama orvalhada da manhã ou até mesmo a experiência revelada pelo gosto de uma determinada comida) pode ajudar a aflorar nossos pensamentos mais escondidos!

Embora muitos de nós façamos compras de uma maneira consciente e por necessidade (no caso de alguns produtos), nosso subconsciente e nossas emoções desempenham um papel muito importante no que acabamos de fato adquirindo.

A maneira tradicional de atrair a atenção dos consumidores se dá através de sinalização visual e propaganda. Contudo, quando existe um excesso desses recursos (muitos anúncios em jornais e revistas, propagandas na TV, entre outros recursos, por todos os lados), nossa visão fica desorientada e os consumidores acabam, na verdade, desestimulados.

Atualmente as marcas empresas estão percebendo como estimular todos os sentidos dos consumidores dentro das lojas pode encorajá-los a ficar mais tempo dentro do ponto de venda, o que aumenta (e muito) a chance de efetivação da compra.

Um estudo (2002) do uso de música nas lojas da marca Victoria’s Secret, feito por Michael Morrison, da Monash University, foi capaz de estabelecer que características da música tem um papel fundamental para  consumidor na hora de decidir o que comprar. Por essa razão, não nos surpreende que a Starbucks selecione cuidadosamente uma playlist para suas lojas ao redor do mundo. Recentemente, a empresa lançou seus próprios CDs, cada um deles com um tema específico, como Ano Novo Chinês e Dia dos Namorados. Os CDs são desenvolvidos com a finalidade de inspirar o clima festivo e, ao mesmo tempo, fazer com que os consumidores relacionem a marca Starbucks à memória de músicas familiares.

CDs temáticos da Starbucks, comemorando o Ano Novo Chinês de 2011 e o Dia dos Namorados

Cores e texturas usadas dentro das lojas afetam completamente o comportamento das pessoas: no momento em que entramos numa loja, nossa mente já manda sinais do que aquele ambiente poderá nos oferecer, tendo por base apenas o que vemos.

A empresa Innocent, que vende sucos de fruta, resolveu espalhar por aí vans cobertas por grama artificial e margaridas para divulgar suas bebidas. A sensação de “natureza-que-se-pode-tocar” gerou diferenciação e a sensação de inovação para a marca e, ao mesmo tempo, ativou memórias e associações positivas, como o tempo que passamos em contato com a natureza, relaxando e respirando ar puro.

A van da Innocent, coberta por grama e margaridas

Por outro lado, a Harrods decidiu estimular todos os cinco sentidos de uma só vez e promoveu uma exposição na sua loja em Londres, onde cada andar foi transformado numa experiência sensorial diferente, variando entre uma seleção especial de música e arte até a possibilidade do consumidor criar seu próprio sabor de sorvete.

Para saber mais sobe marketing sensorial no varejo de moda, basta clicar aqui, aqui e aqui.

Fonte: Lovemarks Campus

Read Full Post »

O ponto de venda é visto por algumas pessoas como um espaço no qual são travadas, diariamente, várias batalhas e diversas estratégias são traçadas, todas com o mesmo objetivo: chegar ao consumidor em primeiro lugar e fazê-lo comprar, se apaixonar e retornar.

Às vezes esse conceito de guerra é seguido ao pé da letra por algumas empresas. Aparentemente é o caso da Coca-Cola, que comprou o espaço de uma vitrine ao lado de uma loja da rede Starbucks e  colocou um cartaz no qual podemos ler: “Quem tem tempo de ficar na fila por um latte?”

Guerra na vitrine: Diet Coke em ação agressiva pelo market share que provavelmente perdeu para a rede Starbucks

Temos certeza de que, durante o inverno, os consumidores vão optar por um latte quentinho ao invés de uma bebida extremamente gelada. Sorry, Diet Coke!

Fonte: Store Windows

Foto: Floyd Hayes

Read Full Post »