Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘visual merchandising’

O novo perfume da Diesel, LOVERDOSE, ganhou vitrines especiais para o seu lançamento em Paris, na Galeries Lafayette. Obra do renomado Studio XAG, responsável por algumas vitrines da marca Christian Louboutin. A cenografia foi inspirada no frasco do próprio perfume e o som de batimentos cardíacos finalizaram o projeto de visual merchandising. Letras gigantes (esculturas em três dimensões) formam o nome do perfume e, em cada uma, detalhes especiais, como neon e letras iluminadas.

Fotos: Studio XAG

Read Full Post »

O elemento surpresa é sempre uma excelente estratégia de merchandising visual. Entrar num ambiente esperando por uma determinada experiência (ou até mesmo não esperando nada) e ser surpreendido por algo totalmente inusitado por render uma agradável reação dos clientes e mesmo dos funcionários. Sabemos que umas das funções do merchandising visual é ajudar a vender um determinado produto através do seu posicionamento no interior de uma loja, mas achamos que esse conceito deve ser expandido: o merchandising, ao lado do marketing sensorial, deve ajudar a vender uma idéia, um “espírito”, algo que talvez seja até difícil de descrever em palavras, mas que sabemos ser necessário, principalmente com a concorrência feroz, a crise econômica e a falta de tempo dos consumidores. Entra em cena a necessidade de construir a marca não apenas no ponto de venda (trademarketing), mas de expandir esse crescimento para o ambiente corporativo.

Do ponto de vista dos clientes, acreditamos que um ambiente surpreendente é capaz de gerar word of mouth (o famoso boca a boca, totalmente espontâneo e gratuito). Por outro lado, arriscamos dizer que um ambiente de trabalho diferenciado é parte da construção do brand equity (um importante ativo intangível, construído através de um conjunto de ações que visam criar estruturas certas de identificação e conhecimento da marca com seu público-alvo e, por que não?, com seu público interno), principalmente quando a marca pretende criar experiências  que incentivem o seu público interno (neste caso, um ambiente diferenciado faria parte de uma série de ações de endomarketing, que visam promover o bem-estar e, conseqüentemente, melhorar a produção e a capacidade intelectual das equipes).

Ao olhar as fotos abaixo, percebemos que o ambiente de trabalho de certas empresas está longe de se encaixar no ultrapassado perfil dos escritórios de antigamente.

Escritório da Skype, em Estocolmo, na Suécia

Escritório da Ogilvy & Mather (o briefing era criar um "parque de diversões de idéias")

E a sinalização do escritório da agência Upperkut, em Montreal? Adoramos a plaquinha que indica a sala do café e a sala do chefe.

E quem diria que esse ambiente faz parte do escritório de um banco de investimentos! Sim, do Macquarie Investment Bank, na Austrália

Os funcionários da Dtac, em Bangkok, não podem reclamar: o escritório oferece até mesmo uma pista de corrida interna, além de quadras para tênis e futebol

Para entender melhor sobre o assunto, recomendamos o texto sobre os 12 atributos de um ambiente de trabalho realmente interessante, escrito por  Tony Schwartz. O autor aponta a necessidade de ambientes de trabalho que estimulem seus funcionários e proporcionem real engajamento (uma vez que apenas 20% de funcionários ao redor do mundo, em diversas empresas, se declararam efetivamente engajados em seus trabalhos).

Fotos: The Cool Hunter 

Read Full Post »

Há algum tempo destacamos em um de nossos posts uma possível tendência: a utilização de partes de manequins para criar displays diferenciados e divertidos, dando maior destaque aos produtos expostos. Definitivamente é um recurso muito eficaz e que causa grande impacto. Recentemente, uma vitrine da marca Gucci se valeu do recurso e desenvolveu um lindo projeto de vitrine para promover sua linha de acessórios de verão.

Vitrine Gucci, verão 2011

Tomara que essa tendência se confirme por aqui também!

 

Foto: EFF YEAH VM

 

Read Full Post »

Uma loja com uma vitrine dessas…

Vitrine Vans, cheia de movimento

Só poderia ter um interior com um display como o que aparece na foto abaixo!

Display de tênis, reproduzindo a sola do Vans

Adoramos o projeto de visual merchandising da marca Vans Off The Wall!

 

Fotos: Retail Design Blog

Read Full Post »

As liquidações de inverno já acabaram no exterior, dando espaço para as coleções de primavera-verão. Abaixo, alguns exemplos bem legais e simples de vitrines que chamaram nossa atenção (prova de que a simplicidade não precisa ser sinônimo de vitrine adesivada sempre!).

Vitrine da Diesel

Vitrine United Colors of Benetton

Vitrine Kenzo

Letras iluminadas ou tags gigantes

Painel diferente ou letrinhas em diferentes tipos

Texturas na vitrine da Fillys Stable

Fotos: Activated Space, Shop Displays, Retail Store Windows, Acervo Âme

Read Full Post »

Na dúvida de como proteger sua vitrine durante a mudança de coleção ou durante a montagem/ troca semanal? Fica a dia da gigante H&M (nós achamos o máximo!).

Idéia bem humorada de H&M

Fonte: We ❤ It

 

Read Full Post »

Que color block é tendência, bem, todo mundo já sabe. E nós também falamos por aqui sobre uma possível tendência artsy, marcada pela presença de elementos que evoquem o ambiente criativo, como tintas, pincéis, baldes de tinta, telas, molduras e muita inspiração em obras de grandes artistas. Pesquisando por aí, achamos duas vitrines bem interessantes, com respingos de tinta de diversas cores. Super “referência ou coincidência?“!

Banho de tinta colorida...

Clima artsy e colorido nas vitrines acima

Fotos: EFF YEAH VM

 

Read Full Post »

Older Posts »